domingo, 17 de agosto de 2014

Design Metro parte 1 - Fundamentos


No último artigo, falei sobre minhas impressões sobre o design novo do Windows. Hoje, vou aprofundar um pouco mais neste assunto.

A partir da versão 8 do Windows, a Microsoft decidiu fazer uma mudança no design. Podemos perceber que o design está mais limpo, mais moderno, bem acabado. Além disso, podemos ser notificados dos acontecimentos em tempo real. A digitação passou a ser mínima e o usuário passou a fazer parte do produto: é possível interagir com o conteúdo. Este é o Estilo de Design Metro, um estilo que já existia, mas foi adotado pela Microsoft.
Este assunto pode ser de grande ajuda para desenvolvedores e webdesigner's. É uma questão a ser levada em conta ao projetar um novo produto: pensar na usabilidade, na beleza e na simplicidade do seu produto final.

Fundamento do Estilo Metro 

O fundamento do Estilo de Design Metro é baseado em três pilares:
  • Remover o supérfluo: Esta filosofia foi promovida pela escola de design Bauhaus, em 1919. Antoine de Saint-Exupéry observou que a perfeição é alcançada quando não há mais nada para se tirar. Na prática, ao desenvolver um aplicativo, um site ou qualquer outro produto, devemos entender suas funções essenciais, reduzindo ao máximo a complexidade das funcionalidades. Coisas simples são bonitas e promovem a usabilidade.
  • Tipografia: O Estilo Tipográfico Internacional, ou Swiss Style (Estilo Suíço), é uma das inspirações. Desenvolvido na década de 50, enfatiza clareza, limpeza e objetividade. Neste estilo, a ênfase é dada na tipografia e o texto em si. A preferência é o uso de fotografias, ao invés de desenhos e ilustrações. Caracteriza-se por layout's assimétricos, uso de grades, fontes sans-serif, tudo alinhado à esquerda e o alinhamento à direita assimétrico.
  • Uso de movimento: A inspiração do uso de movimento foi em pioneiros como Saul Baas, que usou movimento junto com a tipografia e o design para criar sequencia de títulos para filme. A intenção é fazer com o que o usuário tenha uma experiência, que se encante e, ao mesmo tempo, explicá-lo como fazer uma tarefa.
Baseado nos pilares que fundamentam o estilo, a Microsoft criou seus próprios princípios, que guiam todos os projetos. Estes são:
  • Orgulho de artesão
  • Faça mais com menos
  • Rápido e fluído
  • Autenticamente digital
  • Unificação
No próximo artigo, vamos falar com mais detalhes sobre estes princípios. Até lá.